Adega de Vinho Climatizada

Adega para Vinho – Por que ter uma?

Nada como um bom vinho para acompanhar uma boa massa, ou mesmo um belo assado. E como se diz, quanto mais velho o vinho, melhor ele fica. Mas não é bem como parece. O vinho, depois que chega a sua casa precisa de condições especiais para manter sua peculiar composição. Por isso, investir em uma adega climatizada é assegurar a qualidade desse produto.

Entre as bebidas clássicas, o vinho é a que necessita de mais cuidados. Ele não pode ser acondicionado em qualquer lugar, sobretudo em lugares úmidos, com oscilação de temperatura ou sujeito a trepidações, por exemplo.

O cuidado serve para evitar surpresas desagradáveis, como sabor e aromas alterados. Para garantir a qualidade do vinho, e evitar contratempo na hora da degustação, o ideal é investir em uma adega climatizada.

E ao escolher uma, é preciso considerar alguns fatores, como a capacidade. Há adegas de diferentes tamanhos, de pequenas, para seis garrafas, até maiores, que comportam até duzentas garrafas de uma vez.

Outro importante ponto a ser analisado diz respeito à garantia e manutenção da adega. Confira quais são as condições de atendimento e de assistência e, se possível, converse com outras pessoas que tenham a adega que você se interessou para ver se há algum histórico de problemas. Além disso, a adega deve permitir a livre circulação do ar entre as gavetas.

Há também modelos que possuem filtros de carvão, que servem para evitar o acúmulo de poeiras e resíduos, facilitando a limpeza do produto.

Até a iluminação é algo que interfere nas características dos vinhos, por isso, ao escolher sua adega, dê preferência às que tenham porta de vidro com proteção UV, desobrigando a adega de ser mantida em um quarto escuro – o que facilita para você também.

Independente de você ter uma adega toda preparada, ou não, aproveite as dicas abaixo para cuidar bem do seu vinho:

Adega de Vinho Climatizada

  1. Mantenha-os em lugares livres de trepidação;
  2. Evite espaços quentes, pois o calor altera as propriedades dos vinhos;
  3. O local deve ser bem arejado e protegido de luz excessiva;
  4. Em casa onde há escadas, montar uma adega sob ela é uma alternativa interessante;
  5. Armazene as garrafas em estantes, ou suporte, não as colocando diretamente no chão. E evite mexer nelas;
  6. Coloque os vinhos brancos no lugar mais “frio” da adega. Já os vinhos tintos devem ser postos nos espaços mais quentes, para apressar seu amadurecimento;
  7. Para conseguir manter o controle quanto à localização das garrafas, tenha um livro de vinhos, ou fichas. Anote também informações como o local e a data da compra;

Ainda em tempo: embora seja uma prática comum, os vinhos não devem ser guardados em geladeiras, pois elas são projetadas para evitar danos ao sabor e aroma dos alimentos; os vinhos, por sua vez, tem características diferentes, que demandam cuidados diferentes. Fique atento! Gostou do Bit?

E você, o que achou?