Lazer em Curitiba

Hotéis em Curitiba: Turismo e Negócios

Curitiba é uma cidade muito frequentada por profissionais de todas as áreas, por ser sede de muitas empresas e por receber muitos eventos executivos, como congressos, por exemplo. Além disso, por ser uma capital com vasto grande patrimônio cultural, diversos pontos turísticos e, ainda, fazer parte do caminho até o litoral paranaense, Curitiba recebe também a visita de muitas famílias.

Curitiba

Pensando nisso, a rede hoteleira de Curitiba possui hotéis de excelente qualidade e atendem a todos os públicos, sendo que alguns são preparados especificamente para hospedar famílias em férias e outros possuem estrutura para atender executivos de todos os segmentos.

Quem viaja a negócios, por exemplo, procura um hotel com quartos confortáveis e aconchegantes para passar a noite e descansar, sendo que o quarto não precisa ser muito grande. Além disso, os executivos que viajam constantemente dão preferência a hotéiscom um bom restaurante, acesso à internet, e outros serviços, como aluguel de carros e/ou estacionamento.

Os principais hotéis de Curitiba que se destacam por oferecer esses e outros tipos de serviço específicos para executivos são: o Radisson Hotel Curitiba, o Four Points By Sheraton e o Hotel Deville Rayon. Esses hotéis possuem, ainda, auditório, sala de reuniões, acomodações confortáveis e alimentação com preço acessível, facilitando a vida de quem vija a negócios.

Quem viaja com a família também encontrara excelentes opções entre os hotéis de Curitiba. Como bons exemplos, é possível destacar o Pestana Curitiba Hotel e oMercure Curitiba, que oferecem conforto e estão próximos a ótimos restaurantes, shopping centers, praças e parque onde as famílias podem passar momentos agradáveis. Ambos oferecem serviço de quarto, SPA, fitness center, acesso gratuito á internet via Wi-Fi, entre outras regalias.

Apesar do grande número de hoteis em Curitiba, o turista ou executivo que pretende passar alguns dias na cidade, deve fazer a reserva com antecedência para não correr o risco de ficar sem estadia.

E você, o que achou?