ortomolecular

Dieta Ortomolecular – Entenda Tudo Sobre a Dieta

A dieta ortomolecular é uma dieta baseada nas necessidades diárias de elementos como sais minerais, vitaminas e os tipos de proteínas. Mas a sua principal características é que, além disso, ela leva em consideração – principalmente – quais as principais carências do paciente desses elementos.

O que é a Dieta Ortomolecular

ortomolecular

O princípio da dieta ortomolecular é a busca do equilíbrio. Esse equilíbrio é alcançado através da análise das necessidades diárias de nutrientes do ser humano (sais minerais, vitaminas e proteínas) em comparação com as quantidades absorvidas pelo paciente. Dessa maneira é possível verificar quais elementos devem ser acrescentados ou retirados da dieta montando, assim, uma dieta de acordo com o estilo de vida e necessidades do próprio paciente.

Na dieta ortomolecular, assim como em outras dietas, também se trabalha a reeducação alimentar, onde o paciente é orientado a deixar de comer poucas e grandes porções de alimentos, mas sim pequenas, mais leves e várias vezes ao dia.

Dieta Ortomolecular – Como Funciona?

Para conseguir elaborar uma “fórmula” para cada paciente, o médico irá solicitar uma série de exames, sendo eles:

Exame de sangue

Nos exames de sangue verifica-se quais as carências de vitaminas e aminoácidos, para isso, é verificada a aparência, cor, textura e outros aspectos do sangue do paciente.

Fios de cabelo

Esse exame, chamado “Mineralograma Capilar” – nesse exame consegue-se verificar quais as carências de minerais e também fornece dados complementares aos exames de sangue.

Suplementos

Depois de realizar os exames e verificar quais são as carências alimentícias do paciente – depois disso é elaborado um cardápio leve e saudável. Mas, além desse novo cardápio o paciente também terá que recorrer a diversos tipos de suplementos alimentares, como aminoácidos, enzimas, hormónios, nutrientes, vitaminas, sais mineirais.

Dieta Ortomolecular – Vantagens x Desvantagens

Comprimidos

A medicina ortomolecular é baseada em pesquisas nos campos da bioquímica, nutrição, medicina e farmacêutico – combinadas com a experiência de diversos médicos. Entretanto, apesar de todo esse grande volume de pesquisas, a dieta ortomolecular ainda não é praticada por um grande volume de médicos, sendo até controversa entre médicos e organizações médicas.

A argumentação dos médicos adeptos a essa terapia é de que ela oferece poucos riscos a saúde, por se basear em elementos presentes naturalmente no organismo, através da dieta ou do metabolismo normal.

Suplementos Minerais

Cromo

Auxilia no processamento de carboidratos e gorduras, o que ajuda a evitar o acúmulo de gorduras localizadas, principalmente na região do abdómen (Alô mulheres: xô barriguinha!). Também estimula a produção de serotonina, que aumenta a sensação de bem-estar (e facilita a tarefa de resistir a doces e carboidratos).

O cromo pode ser encontrado em doces, pães e massas – mas, como esses alimentos são restritos na grande maioria das dietas, o ideal é procurar outras fontes menos calóricas e mais recomendadas. Um exemplo dessas fontes é o levedo de cerveja (que pode ser adicionado no leite, em sucos e até mesmo ingerido com água). Mas acalme-se! Se você não tem o costume de consumir levedo de cerveja você também pode encontrar esse mineral em outros alimentos como: ovos, carnes e queijos, grãos integrais e germe de trigo. O bom desses alimentos é que eles também são ricos em proteínas. Outras fontes de cromo são a banana, pimentão verde, espinafre e pimenta do reino.

Magnésio

Ajuda a equilibrar o humor e controlar a TPM. Junto com o Cromo, também faz parte do ciclo de produção de serotonina – ou seja, auxilia na contenção da compulsão por doces, massas e carboidratos em geral.

Mas não é somente por isso que o Magnésio é bom para o organismo – ele também participa da formação dos ossos e dentes, auxilia no relaxamento dos músculos, na produção de energia celular e transmissão de impulsos nervosos.

Pode ser encontrado em frutos secos, sementes e leguminosas em geral –

Selênio

É essencial na luta contra os radicais livres, ou seja, auxilia na manutenção da pele, cabelos e até mesmo das unhas. Por participar do processo de metabolismo do iodo (que é responsável pela produção dos hormônios da tireóide), é capaz de influenciar o ganho ou perda de peso do organismo. Também auxilia a equilibrar o humor.

Zinco

Esse é um dos favoritos das mulheres e praticantes de esportes: influencia positivamente na atenção e na memória e também ajuda a regular a produção de insulina no organismo (xô pneuzinhos abdominais!) e os hormônios da tireóide. Outro benefício do zindo é o fato de que ele estimula o sistema imunológico.

Suplementos Vitamínicos

  • BetacarotenoO betacaroteno provê a vitamina A, que é essencial para proteção da pele dos efeitos nocivos do sol;
  • Pantotenato: é a vitamina B5, que tem participação no fortalecimento dos fios de cabelo;
  • Vitamina C: uma das vitaminas mais importantes para nosso corpo: aumenta a imunidade, é antioxidante (combate os radicais livres, que causam o envelhecimento e câncer) e estimula a produção de colágeno, fundamental para tonificar a pele;
  • Vitamina E: mais um antioxidante poderoso e ainda combate a retenção de líquidos (que pode te inchar).

Aminoácidos

  • Cisteínafonte para a queratina, que mantém o cabelo saudável (pois é, por isso vários shampoos reforçam a presença desse elemento);
  • Colágeno: confere aumento de elasticidade para a pele. Uma fonte grande de colágeno é a gelatina. Essa gelatina mesmo que você está pensando, acredite. Ela provê nove dos dez aminoácidos essenciais para nosso corpo;
  • Triptofano: aminoácido usado na criação da serotonina, a substância que controla o humor. Você deve se lembrar dela no seu próximo chocolate, que estimula a liberação da serotonina e te deixa mais feliz 😉

Conclusão

Para entrar na dieta ortomolecular, você automaticamente precisa procurar um médico para que você passe pelos exames e possa então começar a sua complementação de vitaminas e minerais.

Deste modo ela é bem segura, você terá o acompanhamento médico desde o começo, como deve ser toda vez que você estiver tratando da saúde. Gostou do bit? Compartilhe, por favor:

E você, o que achou?