Trekking - Chapada Diamantina

Trekking na Chapada Diamantina com Guiné e Fumacinha

A volta no parque com Guiné e Fumacinha é o roteiro mais procurado para quem vai fazer trekking na Chapada Diamantina. Essa trilha exige do visitante um bom condicionamento físico, pois o deslocamento acontece pelas serras mais altas do Parque Nacional.

A trilha passará pelos municípios de Lençóis, Iraquara, Palmeiras, Mucugê, Ibicoara, Andaraí, Itaetê e Nova Redenção. Esse local preserva cidades históricas ligadas historicamente ao ciclo dos diamantes, e uma cultura bastante rica e interessante, com muitas lendas e causos.

Para se conseguir chegar à Chapada Diamantina, a cidade de Lençóis (a 420 km da capital do estado, Salvador) é a melhor opção, pois tem estrutura para abrigar os turistas. Para chegar até a cidade de carro, é preciso ir até Salvador e depois seguir até Feira de Santana e prosseguir na BR 242. Para quem vem dos estados da região sul e sudeste, há vôos diários através de Vitória da Conquista.

trekking

O roteiro da trilha pode ser cumprido em aproximadamente 7 dias. Tente ficar alguns dias na região, pois há muitos locais para se conhecer e explorar. Não há problemas climáticos, já que o sol está presente durante o ano todo. O trekking na região deve ser realizado sem que haja situações impactantes ou que prejudiquem o meio ambiente. A voltagem da região é 220 v e há sinal de telefonia celular somente em Lençóis, Ibicoara, Rio das Contas e Andaraí e as casas dos moradores locais não tem energia elétrica.

Para realizar de uma melhor forma utilize malas de trekking que não deixam entrar água, leve bloqueador de sol, use calçados com anti derrapante e principlamente confortáveis, leve vestimenta para entrar em rios ou cachoeiras, tenha capa de chuva (normalmente não chove, mas é bom levar), leve lanterna para as cavernas,  leve óculos escuro e boné (região semi-árida e com muito sol), tenha uma garrafa para levar água, tenha repelente para proteção contra insetos, câmera fotográfica para tirar para fazer suas recordações, cajados I-sticks para ajudar nas subidas  ou descidas íngremes e evite levar malas de rodinha e bagagem muito pesada.

Seguindo essas dicas, vá para a Chapada Diamantina, e tenha férias espectaculares.

E você, o que achou?